domingo, 12 de março de 2017

Dramas, romance e giallo no último carnaval

Assisti a vários filmes no feriado. Escolhi os títulos despropositadamente: um foi indicação de um site, outro fazia parte dos meus planos porque era o último que faltava para eu ver com trilha sonora do Pink Floyd; outro, ainda, era a última história das três da Jane Austen que li; e o último, simplesmente porque gosto do diretor. Mas eles têm algo em comum, e vou listá-los, indicando a vocês. Gostei de todos, então não esperem notas.

Por ordem de visualização:

2007 - Persuasion (Persuasão)

Por obra do destino, o capitão Frederick Wentworth (Rupert Penry-Jones) retorna à vida de Anne oito anos depois que a família dela a aconselhou a não aceitar o pedido de casamento dele. Ocorre que Wentworth está rico e rodeado de belas mulheres. Anne Elliot (Sally Hawkins) tem que frequentar os mesmos espaços que Frederick, amando-o em segredo por todo esse tempo, e ainda tem de lidar com as dificuldades financeiras de sua família.
Sinopse adaptada do filmow.

Meu primeiro contato com Jane Austen foi com este livro, que contém três histórias. Assisti na mesma ordem em que li. Vi spoilers no youtube e achei que seria terrível - era um vídeo feito por fã com cenas em câmera lenta e trilha sonora ruim como o Keny G, ou a emotional titanic flute -, mas não foi tão ruim assim. Razão e Sensibilidade me encantou mais, e Orgulho e Preconceito é lindo, sobretudo pelo Mr. Darcy (nem vou começar a falar dele); mas Persuasão não chega a ser um filme dispensável. Existe a versão de 1995, com um final melhor, mas não gostei muito da atriz.

1969 - More

Um jovem estudante viaja da Alemanha à Paris, quando aparece em seu caminho uma expatriada norte-americana usuária de heróina. Uma paixão avassaladora e sórdida contamina os dois, e juntos partem para a ensolarada ilha de Ibiza. Alucinações, drogas, amor livre e meditações fazem parte do dia a dia do casal. A trilha sonora foi composta integralmente pelos Pink Floyd e constitui outro ponto alto do filme. 
Sinopse do filmow.


Ja assisti Zabriskie Point de Michelangelo Antonioni e La Vallée, de Barbet Schroeder, que contém musicas do Pink Floyd - Careful with that axe, Eugene, e o disco Obscured by clouds, respectivamente. Estava ouvindo o More por conta de Green is the colour e lembrei do filme, também do Barbet, então assisti. Já vi fã falar mal desses filmes, mas eu gosto, e não por ser fã. Há neste situações que me irritam, mas é o tipo de filme que me conecta a outros espaços.

1972 - La prima notte di quiete (A primeira noite de tranquilidade)

Rimini, início dos anos 70. Daniele Dominici é um angustiado professor de literatura que se envolve afetivamente com uma de suas alunas. Será que esse amor irá preencher o vazio existencial de sua vida? Valerio Zurlini é conhecido, com razão, como o "poeta da melancolia". Este filme inesquecível é um dos seus trabalhos mais melancólicos.
Sinopse do filmow.

Aqui finalmente conheci Alain Delon e prrrrrllllll. Esse foi indicação de filmes sobre vazio existencial.  É uma história que, vista de maneira simples,  talvez pelo tempo tenha se tornado banal, como Janela Indiscreta, por exemplo. Em suas décadas devem ter sido impactantes. Como respeito muito o passado, isso não é problema. Mas tem bons diálogos e citações, questões. Se você acha que o que vem a seguir é spoiler, considere como aviso: esse filme tem tanto cigarro que deve desbancar uma película qualquer de Cheech & Chong (nesse caso é só tabaco). Não que eu me importe, realmente não ligo.

1971 - 4 mosche di velluto grigio (Quatro moscas sobre veludo cinza)

O músico Roberto Tobias está sendo seguido há dias por um homem que não conhece. Ao confrontá-lo num teatro abandonado, acaba matando acidentalmente o desconhecido, e no mesmo momento uma figura mascarada fotografa o crime. A partir de então, Tobias começa a ser perseguido implacavelmente por um vilão que não pretende matá-lo, mas enlouquecê-lo aos poucos com a lembrança da culpa do ato que cometeu. Quando novas vítimas passam a aparecer, as quatro moscas sobre veludo cinza gravadas na retina de uma garota assassinada tornam-se a única pista para desvendar o mistério. 
Sinopse no filmow.

É o terceiro filme da trilogia dos animais, de Dario Argento, atualmente meu diretor favorito. Antes há O pássaro das plumas de cristal e O gato de nove caudas, que vi também esses dias; fiquei muito contente de nele estar o Bud Spencer. Ele mais o Terence Hill participaram da minha infância vendo filmes do faroeste com papai.

Enfim, indico esses quatro filmes com histórias e gêneros distintos (romance, drama, giallo) porque foram sincronísticos para mim. Três deles têm cenas em locais litorâneos parecidos, dois deles a mesma atriz. E não fazia ideia disso. Vou mostrar em imagens:

Escadas, vento e maresia na Inglaterra, Espanha e Itália
Mimsy Farmer